Top Social

Featured Posts Slider

RESENHA | O AMOR NOS TEMPOS DE #LIKES - PAM GONÇALVES, BEL RODRIGUES, HUGO FRANCIONI E PEDRO PEREIRA

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Os tempos mudaram, mas e o amor? Continua a dar aquele frio na barriga e fazer os jovens atravessarem quilômetros para viver uma paixão? Em “O Amor nos Tempos de #Likes, quatro booktubers se inspiram em três histórias da literatura para criar suas versões de contos românticos na era digital. Uma bela, jovem e famosa youtuber com medo do amor; um casal inesperado em um encontro às escuras (literalmente) e dois meninos apaixonados por livros tentando entender quem são e o que querem são os protagonistas destes contos que evocam “Orgulho e Preconceito” (Pam Gonçalves), “Dom Casmurro” (Bel Rodrigues) e “Romeu e Julieta” (Pedrugo).

20 ANOS DOS DOIS MELHORES ÁLBUNS DE 1997

sexta-feira, 16 de junho de 2017


“Para mim, o skinhead vem de dentro. Como skinhead, deve primeiramente amar seus Doc Martens, amar ska, deve ter a atitude correta - ter a atitude correta no coração e na mente. Tem que gostar de futebol, tem que gostar de dançar com mais vontade do que qualquer pessoa de qualquer outra subcultura. E o mais importante, eu acredito, é que você tem que ser antiracista.”

Buster Bloodvessel

REVIEW | TUDO E TODAS AS COISAS

quarta-feira, 14 de junho de 2017
Maddie (Amandla Stenberg) está prestes a fazer 18 anos, mas ela nunca saiu de casa. Desde a infância, a jovem foi diagnosticada com Síndrome da Imunodeficiência Combinada, de modo que seu corpo não seria capaz de combater os vírus e bactérias presentes no mundo exterior. Ela é cuidada com carinho pela mãe, uma médica que constrói uma casa especialmente para as necessidades da filha. Um dia, uma nova família se muda para a casa ao lado, incluindo Olly (Nick Robinson), que se sente imediatamente atraído pela garota através da janela. Maddie também se apaixona pelo rapaz, mas como eles poderiam viver um romance sem se tocar?

MOTIVOS PARA ASSISTIR JANE THE VIRGIN

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Há alguns anos atrás, quando assistia uma imensa quantidade de séries acreditando que o mundo iria acabar, me deparei com o trailer de "Jane The Virgin", uma série de comédia da The CW que parecia ter os elementos para ser bom entretenimento mas que não possuía os elementos para deslanchar e agradar o grande público. Obviamente a pessoa que vos fala estava errada e a série conta com três temporadas exibidas e mais uma confirmada, indo contra todos os prospectos negativos. Com isso em mente, seguem alguns dos motivos que me fazem amar "Jane The Virgin" e que espero que faça com que você dê uma chance a ela!