quinta-feira, 2 de julho de 2015

Primeiras Impressões | The Astronaut Wives Club


A história é situada na década de 1960 e acompanha a vida das esposas dos astronautas que trabalham na NASA, durante o período da corrida espacial.

Que tipo de nome é "The Astronaut Wives Club", certo? Imagino que a maioria das pessoas que tenha visto o lançamento da ABC aparecer sorrateiramente na lista de estreias da summer season pensou o mesmo. Afinal, é um nome um tanto pobre de criatividade e identidade própria. Mas também define exatamente do que a série se trata: um grupo de mulheres que acabam por se destacar graças ao trabalho dos maridos. 

Não, não é um clube no sentido literal da palavra. Não estamos falando de donas de casa reunidas para o chá da tarde enquanto comentam a respeito de suas desventuras no super mercado. A premissa da série desenvolvida por Stephanie Savage (Gossip Girl, The OC) vai um pouco mais além, baseada no livro homônimo de Lily Koppel, que procura contar o que acontecia por trás das câmeras na vida dos astronautas selecionados nos anos 60 para serem os primeiros homens a viajar no espaço.

Já conhecemos esses homens, especialmente Alan Shepard e sua foto icônica, mas chegou o momento de conhecer as mulheres que os complementam e os ajudam a traçar suas trajetórias. É claro que, como era de se esperar, a estrada para o reconhecimento mundial é composta por dramas, intrigas e mentiras. Afinal, todas querem se tornar Astrowives.

E todas têm algo a esconder. Até mesmo a mais inocente do grupo oculta determinadas verdades em prol da imagem do marido. Isso nos faz pensar que Trudy, Marge, Louise, Rene, Betty, Annie e Jo terão o mesmo destaque ao longo do episódio piloto, porém não é bem assim. Louise Shepard se encontra em primeiro plano, assim como seu relacionamento com o Alan, o que é compreensível, uma vez que ele é o líder e o rosto do projeto Mercury.

Mas não se deixe enganar: existem muitos segredos por baixo do tapete e uma questão de tempo até que sejam descobertos (por nós e pelos próprios protagonistas). 

The Astronaut Wives Club conseguiu combinar o talento de atores não tão conhecidos com um cenário visualmente agradável que reflete perfeitamente os anos 60. Sim, os protagonistas acabam por ser um pouco genéricos, mas transbordam carisma e nos deixam ansiando por mais de suas histórias. É o típico drama familiar da ABC que faz com que as pessoas se agarrem a TV semanalmente. 

12 comentários:

  1. OI Fernanda...
    Sou uma negação para acompanhar séries, acho que só consigo com Game of Thrones.
    Mas ainda não conhecia ela. Ótima dica.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Fernanda
    Essa série parece bastante interessante, a ABC consegue fazer as pessoas se agarrarem a séries que se fossem de outra emissora passaria desapercebidas.
    Beijos.

    http://diariodeumablogeira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu não tenho paciência pra assistir nada , nada mesmo nem filmes nem series nem novela
    sou uma negação pra ficar ali parada por horas kk .
    Mas sobre suas informações a serie parece bem interessante , e pra quem gosta acho que é uma boa
    http://eesmaltecia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que ideia bacana de série! Ainda não tinha visto nada do tipo. A ABC é assim mesmo, consegue transformar qualquer situação em boa história
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ainda não tina ouvido falar dessa serie, mas gostei bastante da indicação. Vou pesquisar mais sobre ela.

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Estou bem por fora dos seriados, confesso. Anotei a dica, mas não tenho previsão de quando irei assistir. Espero que nessas férias consiga me atualizar! HAHAHAHHA

    Beijos, Rob
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi oi!
    Ainda não tinha ouvido falar sobre essa série e fiquei um tanto curiosa. Tenho um problema em acompanhar séries, mas como estou terminando uma agora, anotei, pra quem sabe, assistir depois.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. É uma premissa bem diferente e um tanto até arriscada já que apesar do mistério, falar sobre pessoas por trás de pessoas é um tanto difícil caso os personagens não tenham algo que destaque. Espero que a serie seja boa.

    Saudações,
    Ace Barros
    Capitão do drakkar Interlúdio, navegando pelo Multiverso X
    multiversox.com.br

    ResponderExcluir
  9. Se alguém está procurando uma indicação boa de série (como eu) essa com certeza irá conquistar. Só a apresentação "sobre esposas de astronautas da NASA nos ano 60" me chamou atenção, haha. Não, eu não sou fácil de ser estimulada a assistir algo, mas amei sua resenha.
    Beijos! Carol.
    http://anamatosferreira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia a série, mas a premissa não me agradou. Já acompanho tantas séries que agora só quando me chama muita atençao para eu iniciar. Bjs

    ResponderExcluir
  11. Olha eu não sou muito chegada a assistir séries não.
    Eu prefiro ver filmes, porque tem o começo, meio e fim.
    Série eu começo a ver e nao tenho paciencia pra ver as temporadas, porque tem hora que começam a esticar muito e começa a ficar cansativo. =/

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá. Não conhecia esta série e confesso que não ouvi falar hahaha. Não fiquei curiosa para assisti porque séries para eu assistir são raros, apenas supernatural e new girl mesmo. Mas enfim, beijos e muito sucesso.

    ResponderExcluir