Top Social

Resenha | Um Pressentimento Funesto - Agatha Christie

terça-feira, 22 de setembro de 2015
Envolver-se em tramas perigosas é uma especialidade do casal de aventureiros Tommy e Tuppence Beresford. Desta vez, durante uma visita a um asilo de senhoras, Tuppence vê um quadro que retrata uma casa que não lhe parece totalmente estranha. Lá, também conhece uma anciã que lhe fala de um menino morto escondido em uma chaminé. Pouco tempo depois, a velha senhora abandona o asilo sem dar qualquer explicação. Disposta a descobrir o paradeiro dela, Tuppence decide encontrar a casa misteriosa e acaba deparando-se com um assassino perverso.

Romances policiais andam, cada vez mais, aparecendo em minha vida e trilhando, sorrateiramente, um caminho que pode chegar ao favoritismo. É sempre impressionante observar o desenrolar de investigações ao longo das páginas e perceber, ao fim, que nada é como havia imaginado anteriormente. Então, quando Um Pressentimento Funesto foi sorteado na TBR desse mês, me senti realmente empolgada. 

Por quê? Porque Agatha Christie é a rainha do gênero. Simples assim. E a cada uma de suas obras vamos entendendo o motivo. Ela consegue, de uma maneira muito singular, colocar pistas bem na nossa frente e, ao mesmo tempo, fazer com que as ignoremos, apenas para que o tapa na cara ao concluir a leitura seja mais forte. 

É claro que todo o mistério de suas charadas não seria tão incrível se não fosse por seus personagens peculiares. Não consigo me lembrar de um de seus livros que não tenha tido protagonistas com o quais simpatizei (apenas para me arrepender depois) ou me vi torcendo o nariz a cada aparição (também para me arrepender depois).

- Palavra de honra como não pretendo vagabundear de novo por cemitérios. A igreja numa manhã ensolarada e o gabinete do pastor... apenas isso... pode haver algo mais inocente?

No caso de Tuppence, nossa investigadora não convencional, aconteceu algo que não esperava: me apeguei tanto a personagem que, somente quando o ponto de vista passa a ser de seu marido, Tommy, que percebi isso. Tuppence é impulsiva, mas também inteligente, engraçada e vivaz. Características que Tommy não compartilha, por ser o "lado sério" da relação. Toda via, é isso o que os completa e torna os últimos capítulos melhores ainda. 


Vejam que evitei abordar a trama de maneira direta, mas isso tem explicação: quando se trata de algo de autoria de Agatha Christie é sempre aconselhável seguir o bom e velho "Quanto menos souber, melhor", assim fazendo com que as surpresas sejam maiores. E esse foi o caso desta leitura. Me surpreendi (bastante) com o final e percebi, mais uma vez, que não tenho talento para o mundo investigativo.

18 comentários on "Resenha | Um Pressentimento Funesto - Agatha Christie "
  1. Não li esse livro da Agatha Christie, mas já li alguns dela e o que posso dizer... concordo plenamente contigo, ela é uma mestra, nunca consegui desvendar nenhum caso e sempre me surpreendo com os encerramentos dos casos, rsrs.

    http://poyozodance.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Fernanda,
    Assim como minha irmã ai em cima, também não li este da Agatha, mas ao contrario dela eu já consegui desvendar alguns casos \o/.
    Eu amo a autora queria muito escrever como ela *-*

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Então,sou louco pra conhecer a tia Agatha. Até a vida dela foi um mistério. Sei que não tem nada a ver,mas ce soube da história do sumiço dela? Enfim adfghjk O livro parece sumpimpa,mas quero começar a lê-la à partir do primeiro livro com o Poirot (acho que "o incrivel caso de style",ou algum titulo do tipo). Esse ce já leu? BJ!

    conexaomista.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Adoro os livros da Agatha justamente por serem imprevisíveis! Cada hora é u ma coisa e quando você vê, não é nada disso que você está pensando. Esse eu ainda não li, mas já deixei anotado na minha lista!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Fernanda, concordo com você em falar pouco sobre a pois é melhor para se envolver mais.
    Não conhecia essa obra da autora e achei interessante.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  6. Oie Fernanda! ^^
    Sou apaixonada pelos livros da Rainha do Crime, os primeiros livros de investigação que li foram os dela, quando eu tinha por volta de 11 anos. <3
    Hoje tenho alguns dela na minha coleção, mas esse ainda não tenho, espero conferir a história é claro e admito que os meus favoritos são os livros do Poirot.

    Beijos e até logo! *-*
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  7. Já tive bastante interesse de ler livros da Agatha Christie, mas até agora eu não li nenhum não. Eu tenho um em ebook que estou querendo pegar assim que tiver um tempo. Mas eu gostei da sua resenha. Esse livro me parece ser muito bom. Mas como ando atolada, não vai dar pra ler agora, mas os livros da autora são do tipo que te envolve do começo ao fim e isso eu acho muito legal. Espero gostar quando eu tiver o primeiro contato com sua escrita. Parabéns pela resenha, porque ficou muito bem elaborada =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/09/resenha-dez-coisas-que-aprendi-sobre-o.html

    ResponderExcluir
  8. Olááá!

    Se tratando de Aghata realmente quanto menos soubermos melhor.
    Eu não li esse livro ainda, mas já quero HUSHAUSHua. Tenho dois box dela que eu tô lendo aos poucos. A escrita é fluida e bem tranquila.
    Já anotei!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  9. Oi!! Eu gostava bastante dos livros dela, até eu ler Os elefantes não esquecem, o livro não me prendeu e me decepsionei demais com o final... Mas um dia ainda vou voltar a ler os livros dela!

    Abraços, Miguel do Demasiadamente Lendo

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    AMO livros policiais, mas nunca li Agatha Christie, constrangedor, mas morro de vontade, e sobre qualquer livro policial concordo que quanto menos souber melhor haha. Adoro finais que me surpreendem, nada pior que advinha tudo antes, acaba com a emoção.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olá

    Realmente os livros dela são assim mesmo, quando menos você soube, melhor a leitura vai ser, gostei da resenha.
    Já li alguns livros, gosto muito do seu trabalho, mas esse livro eu não conhecia, nunca cheguei a ver nela à venda, vou procurar direito depois, pois adorei a premissa.

    Bjss

    ResponderExcluir
  12. Adorei a resenha, ainda não li esse livro, mas fiquei com muita vontade de ler esse.
    Bjo
    Lorrainne

    ResponderExcluir
  13. Olá... Fernanda, tudo bem??
    Nunca li nada da autora e tenho amigos que sempre tem vontade de me matar por isso... não sei ainda não consegui encaixar nada dela nas minhas leitura, mas pretendo mudar isso no ano que vem... curti muito a premissa desse livro... achei bem interessante e saber que os protagonistas dela são peculiares... Xero!!!
    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Tenho tanta vontade de ler Agatha Christie, mas ainda não tive oportunidade para isso, sempre procuro livros dela pra comprar, mas estão sempre tão caros G.G adorei a resenha, espero ter a chance de ler esse livro logo mais!

    beijos.
    www.amigadaleitora.com

    ResponderExcluir
  15. Ultimamente tenho tentado ler mais Ágatha, pelos livros dela serem tão simples, mas com mistérios tão grandiosos que você não consegue descobrir os mistérios.
    Adorei essa indicação, principalmente por ser outros investigadores, e não os convencionais.

    ResponderExcluir
  16. Olá Fê...desculpa pela demora em comentar na postagem.

    Não sou muito fã de Agatha...ela é maravilhosa, mas gosto do mesmo detetive em todos os livros, por isso minha preferência em Sherlock Holmes do meu amado Sir Arthur Conan Doyle e James Patterson que tornou Alex Cross, o maior investigador do século. A exceção dessa preferência só recai sob Harlan Coben, mas ele tem um suspense que aponta para problemas sociais e como sou estudante da sociedade, eu adoro isso.

    Realmente os livros da Diva do Suspense são surpreendentes e ela sempre nos engana...só para ri da nossa cegueira.

    Beijocas!
    poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oiiee...
    Ai preciso começar a ler Agatha Christie, sou apaixonada pelo gênero e ainda não li nada da Rainha do crime. Fiquei intrigada e concordo quando se diz: Quanto menos souber, melhor". Já adicionei na minha listinha! E morro quando deixo passar alguma coisa e levo essa tapa na cara rs'

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Menina fiquei tão ansiosa nessa tua resenha, falei se eu ler vou ter spoilers e da Christie é a unica que não aceito isso, afinal adoro me surpreender com os livros dela, tenho vários e ainda não li esse, por isso o receio.
    Ainda bem que não fez muito panico em meu pobre coração, recomendo que leia E Não Sobrou Nenhum tu vai amar.
    http://k-secretmagic.blogspot.com/
    Xoxo

    ResponderExcluir