terça-feira, 27 de outubro de 2015

Resenha | Cartas de Amor aos Mortos - Ava Dellaira

Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

Escrever uma carta a alguém que há muito partiu era apenas uma tarefa de escola - a primeira tarefa do ano letivo. Porém, para Laurel, uma adolescente que recentemente perdeu a irmã mais velha, acaba sendo muito mais que isso. Suas cartas tornam-se um diário particular, onde seus sentimentos, medos e segredos revelam-se, ao longo daquele ano, para seus ídolos; os únicos que parecem entendê-la.

Havia uma barreira entre mim e o mundo. Parecia uma grande parede de vidro, espessa demais para ser atravessada. Eu poderia fazer novos amigos, mas eles nunca me conheceriam, não de verdade [...] Eu precisava aceitar que estava do outro lado de uma parede intransponível. 

Confesso que a premissa do livro de estreia de Ava Dellaira é encantadora e convidativa. Afinal, quem pensaria em escrever cartas a ídolos da dita "geração perdida"? E, felizmente, a autora conseguiu fazer com que tais cartas funcionassem e mostrassem um verdadeiro laço entre protagonista e confidentes. Entretanto, esse recurso criativo acaba sendo ofuscado por deslizes cometidos ao longo da trama. 

Ava Dellaira possui uma narrativa muito doce e fluída; é fácil ler através de seus parágrafos bem construídos e pontuados. Todavia ela acaba se deixando levar por clichês já conhecidos na hora de dar vida a seus personagens, que resultam em misturas de estereótipos adolescentes vistos em obras anteriores. Apesar disso, eles convivem de forma harmônica no universo criado pela autora. 

Diferente de nossa protagonista, Laurel, que reside na tênue linha entre a depressão e a revolta, não sabendo lidar com ambas. Houve um mergulho muito raso no que se trata da personalidade de Laurel, o que me leva a crer que Dellaira possuía diversas ideias e não conseguiu sintetizá-las corretamente (ou até mesmo da forma que queria). 


Após uma leitura agradável com uma protagonista razoável, cheguei a conclusão de que Cartas de Amor aos Mortos é, de fato, um bom livro de estreia. Ava Dellaira errou ao romantizar a trama, por assim dizer, fazendo com que tudo fosse idealizado o bastante para que o leitor chegasse ao final ainda na metade. Porém, permanece uma leitura interessante a respeito do processo de amadurecimento na adolescência e de como o mesmo é encarado aos olhos de cada um.


16 comentários:

  1. Oi Fernanda,
    Ah, eu adorei esse livro por completo. Achei que os personagens secundários também contribuíram muito bem para a história. E fiquei extremamente curiosa para saber como foi, de fato,a morte de May.
    Beijos
    Historiar

    ResponderExcluir
  2. Oi Fernanda.
    tenho vontade de ler esse livro. Já vi ele desfilando em outros blogues e me parece uma excelente leitura. Apesar de ter alguns clichês como mencionou, isso é assim mesmo não temo como fugir.
    Gostei da sua resenha.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Olá linda,

    Sou fã de suas resenhas porque são claras e sem rodeios e isso me impacta e hoje você traz um livro que tenho uma curiosidade imensa de ler...!

    Vou comprá-lo na Black Friday e ler em dezembro já que é o único mês que não planejei as leituras.

    Beijocas!
    http://poesiaqueencantavida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Goste muito da sua resenha e do seu ponto de vista sobre esse livro já tão conhecido e aclamado.
    Eu li faz algum tempo atrás e gostei muito, embora não tenha sido um favorito.
    Achei muito parecido com As Vantagens de Ser Invisível e concordo com você em relação a abordagem leve da autora. Talvez o público seja mais adolescente. Eu gostei do drama, mas se ele fosse abordado de forma mais profunda eu teria gostado mais.

    Abraço e Bons Livros,
    Biblioteca do Coração❤

    ResponderExcluir
  5. Olá, eu ainda não conhecia esse livro e não é bem o estilo de livro que eu costumo ler, mas até que achei interessante, a sua resenha foi bem explicadinha mas não sei bem se eu o leria

    ResponderExcluir
  6. Oi Fernanda!
    Ai estou louca para ler esse livro desde que foi lançado, e foi muito bom saber a sua opinião. Os clichês por mais que tentamos evitar estão sempre presentes nas tramas, ainda mais quando se trata de narração feita por adolescentes rs'... mas espero poder ler em breve e conhecer a narrativa da Ava.

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá

    Eu li esse livro e gostei, principalmente a parte das cartas,porque curto o trabalho da maioria dos cantores que ela cita,mas concordo com algumas das suas ressalvas e senti que no final do livro faltou aquele algo a mais,só que mesmo assim é um livro que recomendo.

    Bjss

    ResponderExcluir
  8. Oii Fernanda...
    Esse livro está na minha lista de desejados a muito tempo, mas ainda não tive a oportunidade de lê-lo. Pretendo fazer isso logo.
    Gostei muito da sua resenha, principalmente da sinceridade que usou.
    As vezes os autores tem medo de serem diferentes e por isso preferem seguir o rumo do comum que é a romantização das personagens :/

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  9. Oi Fernanda!
    Tenho loucura para ler esse livro, mas sempre vou empurrando com a barriga e nunca leio. rs Sei que é um livro que dividiu muitas opiniões, muitos amaram, acharam algo bem original. Outros acharam que autora usou muitos clichês. Mas todos se curvaram ao talento da autora e sua escrita viciante.
    Pretendo fazer a leitura em breve, espero gostar!
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  10. Oi Fernanda!
    Eu estava louca para ler esse livro e acabei comprando, mas depois que comprei desanimei e ele está abandonado na estante, acredita ? hahaha
    Mas eu espero conseguir lê-lo até o final do ano e gostar muito!
    BeiJU!

    Paixão de Leitora | Fanpage

    ResponderExcluir
  11. Oie, eu não li o livro, mas acho essa premissa de lidar com ídolos da época da geração perdida muito interessante.
    Já vi muitas resenhas dizendo que a autora não trabalha tão bem esse ponto, mas quero ler mesmo assim.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  12. Oi fernanda!
    Acho que você é a primeira pessoa que vejo que deu três estrelas para o livro. Mas, tem livro que acontece pra gente e que não acontece, neh?
    No meu caso, Carta de Amor aos Mortos foi uma grata surpresa, já que eu não esperava nada do livro e gostei bastante dele.
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  13. Olá Fê,
    Esse livro estava na minha lista de leitura pra esse ano, e confesso que ao ler a sinopse desanimei um pouco. Não havia procurado resenhas sobre ele, normalmente escolho e leio, mas como a sua caiu no meu colo, acredito que ele pode esperar mais.
    Obrigada pela sinceridade

    Beijokas

    Paraíso das Ideias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kelly. Então... O livro é bom, eu gostei bastante até mais ou menos a metade. Depois fiquei esperando aquela reviravolta que, na verdade, não acontece, não da melhor forma. A autora cria um drama/mistério em relação a certo acontecimento e quando as coisas são reveladas elas podem acabar passando despercebidas pelo leitor, porque não tem um foco, sabe? Mas o livro é bem legal, é uma compra da qual não me arrependo. Xx.

      Excluir
  14. Fer essa não é a primeira resenha que vejo desse livro e todas foram assim: premissa maravilhosa,livro bom, mas nem tanto.
    Eu não tenho vontade de ler essa livro não, principalmente pelas criticas...
    Resenha objetiva e maravilhosa
    Bjs
    Tay do Let It Shine

    ResponderExcluir
  15. Oi Fer, tudo bem?
    Pelo que percebi com as resenhas que li, esse é um livro bem mediano. A autora tinha tudo para ser uma história maravilhosa, mas não soube aproveitar. Apesar disso, ainda tenho curiosidade de ler o livro, e talvez o faça mais a frente. Gostei da resenha.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir