Top Social

Resenha | Prometo Falhar - Pedro Chagas Freitas

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016
Prometo Falhar é um livro que fala de amor. O amor dos amantes, o amor dos amigos, o amor da mãe pelo filho, do filho pela mãe, pelo pai, o amor que abala, que toca, que arrebata, que emociona, que descobre e encobre, que fere e cura, que prende e liberta. Em crônicas desconcertantes, Pedro convida o leitor a revisitar suas próprias impressões sobre os relacionamentos humanos. A linguagem fluida, livre, sem amarras, faz querer ler tudo de uma vez e depois ligar para o autor para terminar a conversa. Medo, frustração, inveja, ciúme e todos os sentimentos que nos ensinaram a sufocar são expostos sem pudores. Mergulhe de cabeça numa obra que mostra que é possível sair ileso de tudo, menos do amor. Você escolhe a ordem em que vai ler as crônicas do jovem escritor que tem 21 obras publicadas e é sucesso de vendas em Portugal. 
O amor é uma coisa engraçada, não pode ser explicado nem contradito. Pedro Chagas Freitas nos mostra isso de forma poética e emocionante com várias versões e vários personagens. Um livro sobre todo e qualquer tipo de amor feito por um escritor cheio de amor por sua arte. 

Há quem entenda o que é escrever. Eu não entendo o que é escrever. E é por isso que escrevo.

Quem me conhece, mesmo que só por uns minutos, sabe que esse é exatamente o tipo de livro que eu descartaria da minha estante, porem algo sobre Prometo Falhar me chamou atenção logo de cara então o coloquei na minha lista de presentes de aniversário. Por um segundo, quando recebi o presente, me arrependi. De cinco livros que eu tinha dado como opção, logo o incerto foi escolhido. O arrependimento não durou muito. 

Algumas páginas dentro da história e eu descobri que o livro não era nada do que eu esperava, o que nessa situação é algo muito bom porque a surpresa foi muito bem vinda. Meu primeiro encanto foi a escrita do autor. Suas histórias de amor com uma estrutura merecida de poema, cada palavra esteticamente medida para formar um texto repleto de quotes. Não acho que já usei tantos post-its assim na minha vida. 

Na quarta história de amor descobri a coisa mais maravilhosa sobre o livro. Todos os amores são validos. Não estou falando só de amor entre homem e mulher, mulher e mulher e homem e homem. O livro trás o amor de uma criança por seus sonhos. O amor de um escritor por suas palavras. O amor de um filho pelos pais. Pra mim, foi isso que tornou o livro – um romance, quem diria – um dos melhores livros que li em 2016. Sim, eu sei que o ano acabou de começar, mas Prometo Falhar entrou nessa lista e acho muito difícil sair. 

o amor é estar incansavelmente preparado para aquilo que sabemos que nunca acontecerá.

A verdade é que ás vezes nós precisamos de um clichê pra tonar a vida mais doce. E até mesmo uma pessoa que desfavorece romances precisa deixar o preconceito de lado e abrir um livro sobre o amor. Se você é uma dessas pessoas, eu recomendo que seu livro seja Prometo Falhar. 


Minha nota é um solido cinco porque eu sofri todos os tipos de emoção com essas histórias de amor e esse é um livro que eu acho que todos deveriam ler em vários momentos da vida.


Post Comment
Postar um comentário