Top Social

Review | Black Mirror

segunda-feira, 13 de junho de 2016


Uma espécie de híbrido entre "The Twilight Zone" e "Tales of the Unexpected", Black Mirror explora sensações do mal-estar contemporâneo. Cada episódio conta uma história diferente, traçando uma antologia que mostra o lado negro da vida atrelada à tecnologia.

Mesmo com a semana de provas batendo à minha porta, arrumei um tempinho pra sentar e assistir mais uma série enquanto procrastinava a atualização das que já assisto. A escolhida da vez foi, como vocês podem ver, Black Mirror. A vontade surgiu em uma conversa sobre tecnologia no curso em que uma amiga citou um episodio que as pessoas podem acessar qualquer memória há qualquer momento. A descrição de tal episódio me deixou interessada e, logicamente, a primeira coisa que fiz ao chegar em casa foi caçar a série na Netflix. Tamanha foi a minha surpresa ao descobrir que a paixão da vida de todos nós tinha comprado os direitos dessa série maravilhosa e estava preparando uma nova temporada. 

Quando finalmente sentei para assistir, foi amor ao primeiro episódio. Pra começar, a série é perfeita pra quem não tem paciência pra acompanhar histórias longas, porque os capítulos são individuais - o que basicamente quer dizer que você pode assistir na ordem que bem entende e tudo ainda vai fazer sentido. Em segundo lugar são atores diferentes pra cada história. Você não precisa se preocupar com pensar que está no enredo errado por causa do elenco. Quando a história muda, as caras mudam junto. 

A série tem um toque bem futurístico, suas histórias sempre são sobre rondam a tecnologia e como lidamos com ela e, como a maioria das histórias que tem esse enredo, nos deixa com aquele leve medo de que no futuro realmente sejamos tão dependentes dela - até mais do que já somos. Os personagens e as situações são relacionáveis de uma forma que nos faz pensar em pra onde estamos realmente caminhando. 


Por enquanto a série é bem curtinha, só tem duas temporadas com três episódios cada e um especial de Natal, mas agora que a Netflix comprou os direitos saiu uma história de que a terceira temporada vai ser maior. Não é nada absurdo de se criar tempo pra assistir e pra quem não tem desejo de se apegar em uma série, e morrer nessa vida triste de seriador, ela é perfeita. 10/10 recomendo essa Black Mirror para todos e aguardo ansiosamente a nova temporada.


Post Comment
Postar um comentário