Top Social

Review | Lucifer - 1° Temporada

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Lucifer Morningstar, entediado e infeliz como "Senhor das Profundezas do Inferno", abdica de seu trono, abandona o seu reino e vai morar em Los Angeles, onde abre a “Lux” – uma discoteca de luxo. Charmoso, carismático e diabolicamente belo, Lucifer está desfrutando de sua aposentadoria, dedicando-se a algumas de suas paixões – vinho, mulheres e música – quando uma bela pop star é brutalmente assassinada do lado de fora da Lux. Pela primeira vez em cerca de 10.000 milhões anos, ele sente algo despertar dentro dele, como resultado deste assassinato. Compaixão? Simpatia? O simples pensamento o perturba – bem como ao seu melhor amigo e confidente, Maze, um demônio cruel que assume a forma de uma bela mulher. O assassinato atrai a atenção da detetive de homicídios Chloe Dancer, que passa a trabalhar com Lucifer e sente um misto de repulsa e fascínio por ele. Trabalhando em conjunto para resolver o assassinato da pop star, Lúcifer é surpreendido pela bondade inerente de Chloe. Acostumado a lidar com o pior da humanidade, Lucifer está intrigado com a aparente pureza de sua nova amiga, e passa a se questionar se ainda há esperança para sua própria alma. Ao mesmo tempo, o anjo de Deus, Amenadiel, é enviado para Los Angeles com a missão de convencer Lucifer a retornar ao submundo. Poderia o diabo encarnado ser tentado a passar para o lado do bem, ou será que sua vocação original irá trazê-lo de volta para o mal?

Com a chegada - finalmente - das tão aguardadas férias, consegui tempo para atualizar as séries que estavam na minha lista. Óbvio que como toda boa procrastinadora, escolhi começar uma nova ao invés de terminar as que já acompanho. A primeira da lista, como vocês podem ver, foi Lucifer, uma série de 13 episódios sobre o primeiro anjo caído. Quem diria que uma série sobre “Senhor do Inferno” seria tão interessante? 

É importante informar logo de cara que não se vai encontrar nada muito bíblico nessa série. Claro, alguns de seus personagens são, mas o enredo não faz parte de nada que é ensinado na igreja. Toda a história de como o anjo favorito de Deus virou o comandante do mundo inferior é completamente diferente. Nada de “briga de família pelo trono” ou “revolução contra o todo poderoso”. A série inclusive recebeu criticas da bancada religiosa por mudar a fachada de Lucifer. Mas do meu ponto de vista, talvez tenha sido exatamente ai que os criadores acertaram.


Pra quem não sabe, a série é baseada no personagem da editora Vertigo - um selo da DC - criado por Neil Gaiman. Entretanto, meus não leitores de quadrinhos, não é preciso ter familiaridade com o universo para aproveitar a adaptação. Seguindo a promessa dos produtores, a versão televisiva do personagem é mais ancorada a realidade. Ao invés de termos Lucifer viajando entre reinos, o vemos como consultor da polícia de Los Angeles. A troca pode ter sido feita devido ao orçamento limitado que algumas séries possuem em suas primeiras temporadas, considerando que quando mais efeitos especiais são utilizados mais dinheiro é necessário.

Ao decorrer da primeira temporada vemos um desenvolvimento não somente do personagem que dá nome a série, mas de seus companheiros. Um nome primordial para toda essa aventura é Chloe Decker, a detetive que trabalha em parceria com Lucifer. Chloe está no centro de todo arco de humanização do personagem. Infelizmente, é difícil falar sobre a relação dos dois sem dar spoiler então só vou deixar determinado que é intensa. Outro personagem muito importante é a Mazikeen - ou Maze -, fiel companheira e amante de Lucifer. Maze veio para o mundo real como acompanhante e protetora do anjo infernal.

Com elenco maravilhoso e um enredo que sabe valorizar seus personagens, a série não tinha como não fazer sucesso. Os criadores souberam brincar com o que tinham e desenvolveram uma história envolvente e divertida. O seriado balanceia o drama, a comedia, o romance e a ação de forma exemplar. A aceitação do público foi tão grande que a FOX - emissora responsável pela distribuição - fez o pedido de mais uma temporada antes mesmo da primeira ter um fim e já tem data de estreia. Lucifer Mornigstar volta às nossas telas em 19 de Setembro com mais aventuras diabólicas e personagens novos.


Post Comment
Postar um comentário