Top Social

Quadrinhos de Maio + Junho/2016

sábado, 2 de julho de 2016

Olá, pessoal! Como passei muito tempo sem falar de quadrinhos aqui no blog, resolvi fazer diferente nessa nova postagem. Primeiro: aqui encontram-se todas as leituras dos meses citados no título, ou seja, maio e junho, em uma ordem quase cronológica. Segundo: resolvi que havia chegado a hora de mudar um pouco a estrutura, então agora a classificação fica logo ao lado do título, além de três imagens da HQ resenhada, para que vocês possam ver mais da arte. Espero que gostem ^.^


Academia Gotham - Mistério na Sala de Aula / 5 ESTRELAS



Imagine um mundo onde Harry Potter e Scooby Doo se encontram; isso é Academia Gotham. Alunos são prestigiados com o ensino de qualidade da melhor instituição acadêmica de Gotham, mas também precisam lidar com os mistérios que a envolvem. Nesse primeiro volume, Olive Silverlock e seu grupo de amigos, cada um carismático à sua maneira, procura descobrir informações a respeito do suposto fantasma que ronda a Academia. Ao passo que Olive lida em silêncio com a perda de todas as suas memórias referentes ao verão anterior. 

Com a premissa de utilizar um universo já conhecido e que ao mesmo tempo não segue uma linha cronológica pré determinada, Becky Cloonan e Brenden Fletcher conseguem atrair novos leitores e conquistar os antigos, uma vez que a crítica geral é bastante positiva. Seja pela nostalgia ou por seu humor leve, Academia Gotham é uma leitura indispensável. 



Ultimate X-Men: O Povo do Amanhã / 3 ESTRELAS



Na HQ de Mark Millar vemos a formação original dos mutantes comandados por Charles Xavier enfrentando os Sentinelas, robôs programados para detectar mutantes entre os humanos e eliminá-los. Enquanto lutam para proteger a humanidade, Ciclope, Garota Marvel, Tempestade, Fera, Homem de Gelo e Colossus precisam frustrar os planos de Magneto, que acredita que os mutantes devem dominar o mundo como raça superior.

Por seu enredo confuso, que muitas vezes parece incompleto, deixando uma conversa em aberto ou uma pergunta sem resposta, mas não de uma forma proposital para atingir um efeito dramático, O Povo do Amanhã não consegue se destacar. Com uma arte incapaz de fazer jus aos personagens, exceto em alguns quadros, o resultado é uma fraca introdução ao universo X-Men.



Bizarro / 4,5 ESTRELAS



Bizarro é uma cópia às avessas do Superman - cheio de boas intenções, porém desastrado demais para que suas ações não resultem em efeitos colaterais por toda Metrópolis, o que gera revolta entre os cidadãos, que desejam que ele vá embora. É então que Jimmy Olsen tem a ideia de levá-lo até os "Estados Unidos Bizarros", ou seja, Canadá, ao mesmo tempo em que escreve um livro a respeito de Bizarro. 

Para chegar à fronteira, Jimmy e Bizarro atravessam inúmeras cidades do universo DC, como Gotham City e Central City, o que lhes rendem encontros com personagens icônicos. Durante essas paradas artistas convidados fazem participações especiais, mesclando com a arte de Gustavo Duarte, o que combina muito bem com o tom da road trip. Apesar do início poder ser considerado confuso, a HQ flui muito bem uma vez que o ritmo é estabelecido, entretendo e surpreendendo o leitor. 



Tokyo Ghoul - Volume 6 / 3 ESTRELAS



Tokyo Ghoul cada vez mais se distancia do anime, o que para os fãs é sempre um alívio, por mostrar que o conteúdo não era somente aquele que lhes foi entregue de forma adaptada. Com caminhos diferentes estabelecidos para um destino final já conhecido, esse sexto volume procura focar um pouco mais nos membros do Centro de Controle Ghoul e suas relações, respondendo algumas perguntas deixadas em aberto - inclusive no anime - e levantando novas questões, especialmente a respeito de Juuzou, cuja origem ainda é desconhecida. Além disso, muito foi abordado acerca das particularidades de cada tipo de kagune (o órgão predatório dos ghouls), mostrando os métodos de ataque utilizados pelo CCG. No geral, um volume satisfatório e indispensável para a série, mas que não se compara a seus antecessores.


Post Comment
Postar um comentário