Top Social

Resenha | Cidade das Cinzas - Cassandra Clare

segunda-feira, 11 de julho de 2016
No mundo dos Caçadores das Sombras, ninguém está seguro.E agora que Clary descobriu fazer parte do perigoso Submundo, sua vida nunca mais será a mesma. Jace, seu recém-descoberto irmão, está cada vez mais impossível, e não parece medir esforços para enfurecer a todos. E sua atitude de bad boy não ajuda em nada quando, após o roubo do segundo dos Instrumentos Mortais, a Inquisidora aparece no Instituto para interrogá-lo... Agora Jace é suspeito de ajudar o pai, o perverso Valentim, num plano que vai colocar em risco não só Idris ou o Submundo, mas toda a cidade de Nova York. E Clary não pode deixar de se perguntar: será que as ironias de Jace são só uma forma de chamar atenção, ou também pode haver uma traição por trás de tanto mistério?



Não, isso não é uma ilusão. Eu realmente voltei ao mundo dos Caçadores das Sombras. Finalmente arrumei tempo - e paciência - para ler o segundo livro de Instrumentos Mortais após uma desintoxicação da série.

- O que você quer que eu diga? A verdade? A verdade é que eu amo Simon como eu deveria amar você, e eu gostaria que ele fosse meu irmão e você não, mas não posso fazer nada quanto a isso, nem você. Ou tem outra ideia, considerando que é tão incrivelmente inteligente?

Cidade das Cinzas é um livro basicamente de desenvolvimento e consequência. Passamos um pouco do ponto de apresentação de coisas e criaturas e chegamos a um aprofundamento da história. Há quatro anos atrás, quando o li pela primeira vez, diria a vocês que esse é o melhor livro que já li em minha vida. Hoje em dia, tendo 20 anos, não vou mentir, a grande reviravolta do livro não me agrada muito.

Não é a primeira vez que nos deparamos com um casal que quer ficar junto, mas não pode por motivos familiares e também sei que não vai ser a última. Até mesmo sei que mais tarde, não haverá problema algum com Clary e Jace declarando seu amor um pelo outro. Meu problema é que a essa altura da história, acreditamos fielmente que eles são irmãos e eles acreditam nisso também e mesmo assim não querem deixar o que tem de lado.

Esquecendo um pouco do enredo, a composição ainda é algo que gosto. Meu pensamento de que a Cassandra é uma ótima escritora não mudou. O livro tem uma boa desenvoltura, assim como seu antecessor, a história flui de forma agradável e a escrita em si não é complicada.


Como um todo, dou pro livro 4 estrelas. O único motivo sendo o plot twist que eu acho um pouco rude para os personagens e também para vida porém, sabendo que uma resolução está a caminho, não tirarei mais pontos.


Post Comment
Postar um comentário