sábado, 20 de agosto de 2016

Resenha | O Verão que Mudou a Minha Vida - Jenny Han

A vida de Belly é medida em férias de verão. Para ela, todas as coisas boas só acontecem entre os meses de junho e agosto, quando está na casa de praia junto a Susannah, única e melhor amiga de sua mãe e uma espécie de tia, e seus dois filhos, Jeremiah e Conrad. Mais do que irmãos postiços e companheiros de férias, os filhos de Susannah tornaram-se o centro das suas emoções. A véspera do aniversário de 16 anos de Belly marca também o fim daquele que parece ser o último verão onde estarão todos reunidos em Cousins Beach. A partir do ano seguinte todos estarão ocupados demais e talvez algum deles já nem esteja mais entre nós...

Publicado em 2011 mas ainda sim extremamente atual, O Verão que Mudou a Minha Vida segue o que pode ser o último verão de Belly na casa de veraneio em Cousins, onde passou suas férias desde que se pode lembrar. Ela consegue sentir a mudança no ar – e em si mesma –, algo que lhe diz que aquele não será um verão resumido a dias ensolarados e brincadeiras na praia, mas sim que existem coisas além de seu controle.

É difícil desfazer-se do passado. Seria como jogar fora uma parte de si mesma.

Há algumas semanas de seu aniversário de dezesseis anos, Belly ainda não foi capaz de superar sua (única) paixão de verão. Conrad Fisher, o filho mais velho de Susannah, tornou-se o dono de seu coração muitos verões atrás. A história dos dois tinha grande potencial para uma paixonite platônica, porém acaba virando muito mais do que isso quando Belly nota que a situação entre eles é bem diferente do que havia sido um ano antes. 

Com isso, Jenny Han traça uma história de amor – não menos impactante por acontecer entre dois adolescentes – madura e sincera em meio as dificuldades vividas por ambos os personagens quanto a seus respectivos cenários familiares. Sim, a relação familiar tem grande importância ao longo da narrativa de Han, seja ela consanguínea ou não. 

A amizade entre Laurel e Susannah é invejável, como a própria Belly constata ao longo das páginas, uma vez que transcende os anos do colegial, faculdade e casamento. Isso graças a casa em Cousins, onde as duas passaram um pouco da magia da própria amizade para os filhos, fazendo com que Steven, Conrad, Jeremiah e Belly estivessem ligados muito antes do nascimento. 

Quando a gente anda na praia à noite, podemos dizer coisas que não se pode dizer na vida real. No escuro, a gente pode se sentir realmente próxima das pessoas. Pode-se dizer o que quiser.

Ao elevar o clichê a algo formidável, Jenny Han faz com que o leitor sinta uma conexão imediata com cada um de seus personagens, especialmente com os mais jovens. Observamos enquanto erros são cometidos, lágrimas são derramadas e lições são aprendidas, tudo isso levando ao grande foco da trama: uma jornada de amadurecimento. É possível dizer que conhecemos de verdade os personagens ao longo da leitura. 

Um dos inúmeros pontos positivos de O Verão que Mudou a Minha Vida e que vale ser ressaltado é a forma como a autora constrói protagonistas reais. Todos, sem exceções, são suscetíveis a escolhas ruins e a sofrer por elas, por mais que aos olhos do leitor sejam consideradas desimportantes. É sempre bom quando um autor reforça que ninguém precisa ser forte o tempo todo e que quando somos jovens podemos sofrer por coisas que, naquele momento, parecem o fim do mundo.


Aprendi com o tempo que poucas pessoas conseguem escrever um romance de verão que vá além daquilo que é esperado pelo público. Aprendi também que Jenny Han é uma das pessoas que possui o dom de fazer com o clichê seja algo formidável. Ao explorar laços familiares, ao lado de amizades e amores, Han consegue descrever com maestria o quanto impactamos a vida de alguém, seja através de anos de amizade ou do primeiro amor.


Um comentário:

  1. Oi Fernanda!
    Menina, que resenha. Estou a muito querendo esse livro, mas o precinho dele não ajuda rs' adoro histórias que se passam no verão ainda mais adolescentes. Gostei da forma como a história é e como te gradou. Espero ler em breve.

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir