segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Resenha | Cidade do Fogo Celestial - Cassandra Clare

ERCHOMAI, Sebastian disse. Estou chegando.

Escuridão retorna ao mundo dos Caçadores de Sombras. Enquanto seu povo se estilhaça, Clary, Jace, Simon e seus amigos devem se unir para lutar com o pior Nephilim que eles já encararam: o próprio irmão de Clary. Ninguém no mundo pode detê-lo deve a jornada deles para outro mundo ser a resposta? Vidas serão perdidas, amor será sacrificado, e o mundo mudará no sexto e último capítulo da saga Os Instrumentos Mortais.


Pois é, meus queridos amigos e leitores. Chegamos ao fim de mais um ciclo. Hoje, finalmente, terminamos a jornada pelos Instrumentos Mortais. Não vou mentir, foi um pouco emocionante e difícil me desapegar do livro - mesmo com todos os altos e baixos.

Já é de praxe para essa saga um livro começar em caos total, então é obvio que Cidade do Fogo Celestial não seria diferente. A história começa nos apresentando Caçadores novos em um Instituto novo. Devo admitir que meu primeiro pensamento foi “não vai dar certo apresentar personagens novos no último livro”, mas tudo tem um propósito e depois de um tempo ficou claro que a Cassandra consegue dar conta de algo tão arriscado.

Grande parte do sucesso desses novos personagens é a estruturação do enredo. Acredito ter sempre deixado muito claro que gosto muito da forma como a autora marca sua história e sua escrita. Seus pontos de vista sempre são muito bem determinados e ela sempre arruma um espaço para mostrar um pouco do coração de cada personagem, o que, na minha humilde opinião, é essencial para tornar todos os personagens adorados - até mesmo os vilões. 

O fato é que com o passar das páginas e a aproximação do final, meu coração foi batendo mais forte de ansiedade e medo de nem tudo ser resolvido. Já adianto logo aqui, não se preocupem, tudo é explicado e tem um final. 

Entretanto, não significa que a história acabou. Com o encerramento de Instrumentos Mortais é apresentada outra saga. A história de Os Artifícios das Trevas tem seu começo nesse livro. Para os que terminam a leitura querendo mais dos Caçadores da série original, o spin-off Tales From the Shadowhunter Academy é narrado pelo ponto de vista de Simon e tem todos os personagens já tão adorados. O primeiro livro da nova saga já está disponível para venda e é intitulado Dama da Meia-Noite, já os contos de Simon está previsto para lançamento em Novembro desse ano e seu estilo deve ser parecido com os de As Crônicas de Magnus Bane.


Minha classificação para o esse final foi de 4 estrelas. Não sei se irei me interessar para ler o resto da história dos Caçadores das Sombras, mas a certeza de que estarei de olho no livro de Simon existe. Basicamente... Fiquem ligados para mais Shadowhunters no Meraki.


Nenhum comentário:

Postar um comentário