Top Social

Review | Garotas Inocentes

domingo, 30 de outubro de 2016

A história acompanha duas grandes amigas que querem perder a virgindade após finalizar o colegial. Para elas, é uma forma de passar de adolescentes para mulheres. O problema é que elas acabam se apaixonando pelo mesmo homem, colocando em risco o plano e a amizade.
Quando você passa da fase adolescente, fica difícil assistir filmes desta temática, principalmente os de drama. Porém, vendo aleatoriamente os canais na TV, me deparo com este filme e o nome me chamou atenção. Confesso que a princípio achei que seria água com áçucar, mas com o decorrer das cenas, vi que o filme não tratava somente daquilo que o título queria dizer.

Garotas Inocentes ou Very Good Girls, em inglês, conta a história de duas amigas que após saírem do colegial, se dão conta de que vão para a faculdade ainda virgens. Lilly Berger (Dakota Fanning) e Gerry (Elizabeth Olsen) decidem resolver este “problema” antes de seguirem um novo rumo em suas vidas.

Lilly trabalha durante o verão em uma empresa, que realiza passeios de barco para conhecer pontos turísticos da cidade de Nova York. Gerry é musicista e sonha em poder ser reconhecida pelo seu trabalho. Em um passeio até a praia, elas conhecem David (Boyd Holbrook), um vendedor de sorvetes, o qual deixa Gerry encantada e Lilly curiosa. Após este encontro, Gerry fica entusiasmada em poder se envolver com o garoto, mas David demonstra estar mais interessado em Lilly. E é neste ponto que a história começa a ganhar força.

Lily e David se envolvem e acabam se apaixonando, e então, como é de se esperar, ela perde a virgindade com ele. Gerry, que ainda nutre um desejo de ficar com o rapaz, não sabe que Lily está envolvida com seu “crush”, fazendo com que isso torne tudo mais complicado para a amizade das duas.

O que me intrigou e me fez gostar do filme, por incrível que pareça, foi sua história óbvia. Ele segue a linha de que duas amigas se apaixonam pelo mesmo homem, uma se envolve e a outra não sabe. Mas o que se percebe, é que não é só disso que se trata o filme. A amizade, a perda da inocência, dúvidas, problemas familiares, relacionamentos... Amadurecimento. O filme quer nos fazer entender que situações como esta, podem nos fazer descobrir quem somos e como podemos reagir diante de tais circunstâncias da vida.

Diante de todos os problemas, o que mantêm as duas firmes é justamente a amizade, mesmo após Gerry descobrir que sua melhor amiga tinha um relacionamento com o rapaz que gostava.

No final, David, mesmo de longe, descobre um jeito de unir as duas novamente. E é assim que termina: não importa o quanto ocorra percalços, se uma amizade é verdadeira, ela será para sempre, independente de qualquer coisa.

Garotas Inocentes é um filme de drama, que foi dirigido pela roteirista Naomi Foner. O longa conta também com as atuações de Clark Gregg, o Agente Coulson do Universo Cinematográfico da Marvel e Demi Moore, mundialmente conhecida pelo filme Ghost: Do outro lado da vida.

Ele foi produzido especialmente para DVD e selecionado pelo Festival Sundance de Cinema. O filme não é aquele que entraria para a minha lista de preferidos, mas além de ter Elizabeth Olsen, digo que vale a pena assistir por ser uma história que pode acontecer na vida real e também por me fazer entender que ainda há esperança em alguns filmes de drama adolescente. 


Post Comment
Postar um comentário