Top Social

Review | Remember Sunday

quarta-feira, 30 de novembro de 2016


Gus (Zachary Levi) é um vendedor de joias que adora astronomia. Um dia, ele conhece Molly (Alexis Bledel), uma encantadora garçonete solitária e não muito sortuda. Mas tem algo que atrapalha o relacionamento dos dois: Gus sofreu um aneurisma cerebral e sofre de perda de memória recente. Quando dorme, ele esquece tudo que aconteceu antes. A cada dia, ele se apaixona novamente por Molly e vai lutar para ficar com ela, apesar de hesitar em contar para ela sobre seu problema. Ao mesmo tempo, Molly ficará intrigada por aquele homem tão perfeito, porém distraído, e terá que aprender a tomar sérias decisões sobre sua vida.

Com uma temática já previamente abordada no filme Como se Fosse a Primeira Vez, Remember Sunday conta a história de Molly, uma garçonete sem muita sorte no amor que tem o sonho de abrir uma floricultura e Gus, um vendedor de joias e astrônomo que se encanta pela garota imediatamente.

Por muito tempo - lê-se desde que esse filme entrou para o catalogo da Netflix - eu tenho adiado o momento de assisti-lo. Talvez por saber que o enredo me lembraria Como se Fosse a Primeira Vez,o que inevitavelmente aconteceu. Por meses e mais meses esse filme esteve na minha lista sem que me desse o trabalho de clicar no play, até quem em uma conversa recente sobre Gilmore Girls - é realmente um choque esse assunto - uma amiga comentou sobre e me indicou o filme. Por sorte era o dia da minha última prova e tudo o que eu queria fazer era chegar em casa e assistir alguma coisa, qualquer coisa. Abri o filme, tentando meu máximo deixar minhas lembranças de Adam Sandler e Drew Barrymore o mais longe possível, e embarquei no romance - que geralmente não é minha escolha.


O filme começa imediatamente nos apresentando Gus e de cara percebe-se que algo está errado em sua vida. Conforme o seu dia nos é apresentado, começamos a entender seu sistema e nos familiarizamos com sua rotina. Como sua doença transforma sua vida e suas relações e todas as precauções que são tomadas para que ele tenha uma convivência o mais próximo do normal com as pessoas a sua volta. 

Já quando somos apresentados a Molly, aprendemos que ela está - quase - saindo de uma péssimo relacionamento e que geralmente não tem muita sorte neles. Ela vive com uma amiga, tem problemas financeiros - eu sei, bem tipico -  e está trabalhando em tornar seu sonho de ser dona de uma floricultura em realidade. Enquanto isso não acontece ela trabalha como garçonete para pagar a faculdade. E é na lanchonete em que trabalha que Molly e Gus se conhecem e é ai que o filme realmente começa.

Como romance quase nunca é minha primeira opção de filme, eu fico bem critica quando assisto. De tanto que eu falo, vocês provavelmente já sabem o quanto eu odeio clichês, especialmente se eles forem mal feitos, e esse filme é repleto deles - como todo romance. Alguns são bem desenvolvidos, outros nem tanto - o que é normal também -, mas nada que tire muito a qualidade da obra.

Como um todo o filme é muito bem escrito e desenvolvido e foi interessante ver esse plot em algo que não fosse completamente comédia. Em suma o filme é perfeito pros amantes de romance/comédia romântica. Ele tem um ar doce e, de certa forma, inocente e cumpre o que promete. Vale a pena assistir e eu fiquei bem feliz de ter finalmente dedicado um tempinho do meu dia a ele.


Post Comment
Postar um comentário