Top Social

Resenha | Lucas e Nicolas - Gabriel Spits

segunda-feira, 6 de março de 2017
Aparentemente, eles tem pouco em comum. Lucas é nerd, alternativo, não tem talento nenhum para o esporte, mas é um gênio nos estudos. Sua vida social é nula, mas nas redes sociais se vira bem. Nicolas é o fortão da turma, bonito, popular, não é lá muito inteligente, mas nos esportes ele se destaca.
Neste delicado romance juvenil, estreia de Gabriel Spits, amor platônico, homossexualidade e o valor da amizade são vistos pela ótica de dois meninos incríveis. É uma visão leve e cuidadosa de temas que são a cara da nova geração.




Olha eu de volta, finalmente com uma resenha. Hoje eu vou trazer pra vocês uma coisa nova da minha estante: livros LGBT. Depois de Will & Will, esses livros ficaram um pouco esquecidos, talvez por não terem tanta atenção sendo dada à eles. Levando a indicação de um amigo muito à sério, meu primeiro livro desse novo gênero escolhido foi Lucas e Nicolas.


A história é em geral um clichê bem grande: o nerd se apaixona pelo aluno novo que já chega reivindicando popularidade. Aquele velho enredo que já estamos acostumados, porém com o twist de gêneros.
Tudo se resolveria naturalmente, ele preveria acredita. Só que agora o dilema de sua sexualidade parecia cada vez mais urgente e ansioso.
Eu não sou e nunca vou ser a rainha defensora de personagens água com açúcar estilo Bella Swan, o que infelizmente é o caso de Lucas, que só consegue pensar sobre o aluno novo gato e só fala disso com os amigos. Em contra partida, eu gostei muito da certeza que Lucas tem. Ele sabe quem ele é e que não pode – e nem quer – fazer nada para mudar isso. É o tipo de certeza que tem que ser enfiada na cabeça de muitas pessoas.

Nicolas já sai completamente do estereótipo que a sociedade tem de meninos gays, o que é outro ponto que precisa ser conversado. Isso cai naquela história de que o preconceito começa quando você acha que uma pessoa só pode ser alguma coisa se ela tem a aparência “certa” pra isso. Nicolas é um atleta, forte, que arranca suspiros de todas as garotas, mas tem seu coração preso ao amigo carateca da antiga escola. 

O livro é exatamente o que ele promete ser: uma história delicada sobre adolescentes tentando se descobrir e tendo que lidar com seus hormônios a flor da pele. É sobre se aceitar e aceitar os outros, independentes de seus gostos ou aparências. Sobre saber que você tem o direito de existir e se expressar tanto quando o próximo. É o tipico romance adolescente, mas que no fundo tem muito mais do que só o interesse amoroso.



Dar uma nota pra esse livro foi uma tarefa extremamente difícil pra mim porque romance é uma coisa que me irrita muito facilmente e eu dou nota baixa no automático, mas tem muito mais em jogo aqui do que o possível casal a ser formado. Como um todo foi um livro divertido de se ler, passei raiva em vários momentos, me apaixonei por outras várias cenas e valeu a pena cada segundo de leitura.


Post Comment
Postar um comentário