Top Social

Review | Love - 1ª temporada

sexta-feira, 10 de março de 2017

A descarada Mickey e o nerd Gus são bem diferentes um do outro. Enquanto se recuperam dos relacionamentos fracassados, eles acabam precisando lidar com os altos e baixos da intimidade, do comprometimento e da vida adulta. Love é "um olhar inflexível, hilário e dolorosamente honesto sobre o amor", narrando as dificuldades de se criar (ou desfazer) laços da vida moderna.

Após terminar uma temporada de uma série de drama e ficção científica, a mente precisa de um descanso. É praticamente merecido. Buscando isso, procurei no infinito catálogo da Netflix, uma série que fosse relaxante e ao mesmo tempo com um bom conteúdo. Eis que me surge Love.

Love é aquele tipo de série que ou você adora ou odeia. No meu caso, eu fiquei no meio termo. Gostei mas não morri de amores por ela. Mas então por que estou fazendo este review que seria para recomendar a série? Segue abaixo meus motivos.

Ela é uma série com um tema basicamente conhecido por todo mundo. Os dilemas da vida adulta, com um emprego mais ou menos e relacionamentos amorosos fracassados. Digamos que se não tivesse cenas de sexo, poderíamos dizer que era uma série adolescente.

Em dez episódios de meia hora, a química entre Mickey, interpretada por Gillian Jacobs e Gus, por Paul Rust, cresce com o decorrer da história. É aquela lenda típica de que os opostos se atraem, e assim, os dois constroem um relacionamento confuso e um tanto engraçado. A mulher que é bem sucedida e popular entre os amigos e o nerd incompreensivo e deslocado no emprego. É claro que isso daria uma história. O que diferencia esta série das demais é seu humor pessimista e exagerado, de como lidar com a vida amorosa.


A série não atrai todos os públicos, mas com certeza a maioria se instiga a assistir pelo nome. Não espere dela um romance tórrido que não há nada no mundo que vá impedir esse amor. Não é isso. Os personagens são reais, que tentam conviver com a vida adulta por mais que já estejam nela há anos e que querem aprender com os erros e vai errando até acertar. Definitivamente não tem o “felizes para sempre”, mas para a nossa felicidade, terá a continuação.

Love é uma comédia romântica, criada por Judd Apatow e pelo próprio Paul Rust, o Gus na série. E aproveitando, a segunda temporada estreia hoje, dia 10 de março exclusivamente na Netflix.

Ps.: A série de drama e ficção científica em questão, foi Orphan Black. Inclusive, recomendo. 


Post Comment
Postar um comentário