Top Social

REVIEW | ANTES QUE EU VÁ (BEFORE I FALL)

domingo, 21 de maio de 2017

Sinopse: Samantha Kingston (Zoey Deutch) é uma jovem que tem tudo o que uma jovem pode desejar da vida.. No entanto, essa vida perfeita chega a um final abrupto e repentino no dia 12 de fevereiro, um dia que seria um dia como outro qualquer se não fosse o dia de sua morte. Porém, segundos antes de realmente morrer, ela terá a oportunidade de mudar a sua última semana e, talvez, o seu destino.



Samantha Kingston (Zoey Deutch) é uma adolescente como outra qualquer, com uma rotina como qualquer outra típica garota americana. Sam acorda - atrasada -, passa pelos pais sem notá-los, ignora a irmã mais nova e segue para o carro de sua melhor amiga, Lindsay Edgecombe (Halston Sage), rumo ao ensino médio. Naquele 12 de Fevereiro, Dia do Cupido, Sam recebe suas rosas, esnoba o garoto que um dia foi seu amigo, ri às custas da menina deslocada e vai para uma festa, afinal, é sexta feira. Porém, à noite, Samantha Kingston morre.

"Antes Que Eu Vá" - no original, "Before I Fall" - tem a fórmula do que poderia ser muito bem um filme que se passa em vinte quatro horas, mas não é. Adaptado do livro de mesmo nome publicado por Lauren Oliver em 2010, o longa de Ry Russo-Young roteirizado por Maria Maggenti "volta no tempo" e cada dia é um novo ponto de partida para Samantha, que agora precisa evitar o que irá acontecer quando o relógio marcar 12:39 AM. 

Mesmo sem ler a obra de Lauren Oliver vale a pena dedicar-se aos noventa e nove minutos de filme. Aqui, vemos uma jovem lutando para descobrir o que pode fazer para mudar o destino que, a cada nova tentativa, parece inevitável. Logo, o espectador se vê tão tenso quanto Samantha, pois um "final feliz", a partir de determinado ponto, torna-se uma possibilidade muito distante e, verdade seja dita, sempre que o despertador anuncia o início de um novo dia, torcemos por Samantha.


Apesar de apresentar personagens que seguem à risca a clichê atmosfera "colegial americana" - o namorado não tão perfeito, Rob Cokran (Kian Lawley); o nerd apaixonado, Kent McFuller (Logan Miller); as amigas populares, Elody (Medalion Rahimi) e Ally Harris (Cynthy Wu); a garota que deseja que o ensino médio acabe, Anna Cartullo (Liv Hewson); a menina que sempre foi alvo de piadas, Juliet Sykes (Elena Kampouris) - o filme procura encaixá-los na trama como figuras que terão importância na vida de Samantha. Todos acabam indo além de personagens secundários e atuam, direta ou indiretamente, nas decisões da protagonista enquanto ela busca uma saída.

É interessante como "Antes Que Eu Vá" começa de forma despretensiosa e vai se tornando algo mais sério, maduro e intenso ao decorrer dos minutos, gradativamente aumentando seu conteúdo dramático ao abordar as relações de Samantha com aqueles ao seu redor, sejam amigos ou familiares. Seu teor emocional cresce e, ao final, explode na cara do expectador, pois revela que, na verdade, aquele dia 12 de Fevereiro nunca foi sobre Samantha, mas sim sobre um conjunto de ações que levam a algo que está além do seu alcance.

Em suma, é um filme sobre pequenas ações e seus impactos gigantescos, tal como na Teoria do Caos. Muito bem feito, especialmente no quesito fotografia, pois os tons mais frios acabam funcionando perfeitamente com a temática e os dias de Samantha após aquela primeira noite. Além de uma trilha sonora impecável, "Antes Que Eu Vá" entrega um enredo capaz gerar reflexão e questionamento, provando que "filmes adolescentes" estão cada vez mais maduros e merecedores de um espaço mais sério na indústria cinematográfica. 


Post Comment
Postar um comentário