Top Social

Review | Punho de Ferro - 1ª Temporada

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Danny Rand é um bilionário, herdeiro da fortuna das Indústrias Rand. Após um acidente de avião no Himalaia, que matou seus pais, Wendell e Heather Rand. Ele é salvo por monges e no monastério, se torna o Punho de Ferro. De volta à Nova York, ele vai tentar retomar seu posto na empresa, agora sob o comando de seus amigos de infância Joy e Ward Meachum. Mas ele precisa convencer a todos que é realmente quem diz ser e destruir um de seus maiores inimigos.

Em sua quarta produção conjunta com a Marvel, que já nos mostrou Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage, a Netflix nos apresenta o super-herói Punho de Ferro.

Daniel Rand, mais conhecido como Danny Rand, interpretado por Finn Jones, é um personagem até então desconhecido do grande público. Sua história era praticamente inexplorada no meio cinematográfico e por isso, foi preciso introduzir todo seu drama de vida para entender como ele se torna o Punho de Ferro.

Tudo começa quando seus pais, Wendell e Heather Rand, decidem fazer uma expedição até os Himalaias. Próximo ao destino, eles sofrem um acidente de avião, causando a morte dos Rand e dos pilotos, deixando Danny como o único sobrevivente. Ele é resgatado por monges, e passa quinze anos de sua vida em um monastério, aprendendo como sobreviver e com um propósito: se tornar não somente um guerreiro, mas uma Arma Viva.

Com o desejo de assumir sua posição de direito na empresa que seu pai fundou, as Indústrias Rand, ele volta para a sua cidade natal, Nova Iorque. Além disso, ele tem o objetivo de vingar a morte de seus pais, que ao decorrer da série, descobre que não foi meramente um acidente. Os irmãos Joy (Jessica Stroup) e Ward Meachum (Tom Pelphrey), amigos de infância de Danny, rejeitam a presença do ainda jovem “desconhecido” e tentam o expulsá-lo de qualquer forma da empresa. Com a ajuda de Jeri Hogarth (Carrie Ann-Moss), ele consegue conquistar seu espaço na organização e começa a buscar o verdadeiro motivo da morte de seus pais.

No início da temporada, não dá para identificar qual é o real objetivo do herói. Danny saiu do monastério para encontrar seu verdadeiro rumo, e não somente ser o guardião da passagem de K’unL’un, uma cidade mística da Ásia que só aparece na Terra de quinze em quinze anos. E ao voltar para Manhattan, ele também não deseja salvar a sua cidade dos crimes. O foco principal da série nesta primeira temporada é explorar a história de Danny Rand e a descoberta de seus poderes e de como usá-los.

Uma das características marcantes do personagem é a sua inocência. E ela é bem relevante, já que foi criado afastado de todo o glamour e capitalismo da cidade, principalmente se esta for Nova Iorque. Alguns destaques da série são sem sombra de dúvidas, as cenas de luta. Elas são como um personagem, que está presente em noventa por cento das cenas e faz seu papel muito bem.

Como toda história de super-herói, o vilão não pode faltar. E o Punho de Ferro é cheio deles. Madame Gao, a qual já conhecemos um pouco em Demolidor, está de volta para demonstrar quem é que comanda a cidade. Ela faz parte do Tentáculo, uma ordem de ninjas místicos que são do crime organizado e atividades mercenárias. Harold Meachum (David Wenham), pai de Joy e Ward e sócio de Rand, é um dos que merecem atenção. Nos quadrinhos ele é um dos arqui-inimigos de Danny, mas na série, Harold circula para o lado que o favorece. O outro vilão, eu vou deixar para que vocês descubram.

Duas personagens que se destacam são ColleenWing e Claire Temple (Rosario Dawson). A enfermeira mais requisitada de Nova Iorque nós já conhecemos, pois ela apareceu nas outras séries, e claro, não poderia faltar na de Punho de Ferro. Colleen é uma mestre em artes marciais e o par romântico de Danny na série, interpretada pela Jessica Henwick.


Sua personagem é importantíssima, pois além de fazer a conexão de Claire na história, ela desencadeia várias batalhas e as luta junto com Danny e suas cenas de luta são bem trabalhadas e assertivas. Definitivamente os destaques desta temporada são Ward Meachum e ColleenWing. Os atores deram voz e ação aos seus personagens e deram vontade de assisti-los. Um ponto fraco da série é sua produção, que pecou em alguns detalhes e parecia fazer as cenas um pouco com “preguiça”, mas nada que alterasse a qualidade final da série.

O último defensor da Marvel mostrou para o que veio e não deixou a desejar, mas como é inevitável fazer comparações, ele ainda tem que correr atrás do nível já alcançado por Demolidor.

Nós poderemos ver Punho de Ferro novamente em breve, mais especificamente em agosto, na estreia de Os Defensores, na Netflix. Que além dele, contam com Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage. 


Post Comment
Postar um comentário